Quem sou eu

Minha foto
Nasci em 1980 e desde menina leio os poemas de minha mãe, Asor Vacholz (ela dizia que eles ganhavam vida com minha voz). Foi na adolescência(aos 15 anos) que descobri a grandeza de escrever o que eu sentia, pensava, sonhava e imaginava em forma de poesias. Escrevendo eu superei a minha conturbada adolescência, a minha solidão e meus momentos de tristezas. Parei de escrever aos 20 anos por falta de tempo, dividida entre faculdade,trabalho e casamento. Hoje já bacharelada em Administração e pós graduada em Controladoria parei de estudar e achei um tempinho para voltar a escrever. Conheci a poeta Milena Medeiros que me incentivou a publicar as poesias. Foi através dela que comecei a blogar. Agora estou aqui, fascinada, descobrindo este novo mundo que se descortina para mim. Sejam todos bem vindos, e se tiverem oportunidade visitem meu blog de artes http://livaarts.blogspot.com/

quinta-feira, 28 de julho de 2011

Amy Winehouse - Vida e Morte

Nasci para brilhar
Deus me deu o dom de compor e cantar
Vivi intensamente, amei
Sofri e chorei
Minha vida adulta, foi conturbada
Fui odiada, fui amada
Meu nome ouvi o mundo falar
Tive milhares de fãs a me acompanhar
Tive tudo que o dinheiro pode dar
Sonhei em ser mãe, sonhei com a paz interior
Sonhei com um lar de muito amor
Mas não consegui me encontrar
Pelas drogas, fui aprisionada
Prematuramente, fui condenada
Tentei diversos tratamentos, tentei fugir
Mas infelizmente não consegui.
A morte veio me buscar
Agora estou livre, para bater asas e voar


By Vania Vacholz

Um comentário:

milena medeiros disse...

Cada vez que volto ao teu blog me surpreendo.
Primeiro o colorido dessas flores em destaque já chamam a atenção. Depois o que tu escreveu sobre Asor Vacholz e ainda depois o que você escreveu sobre mim. Fico muito contente, não só por ver o meu nome aqui em teu blog mencionado diversas vezes. Mas pro saber que tu caminhas melhor a cada dia. Isso me faz muito feliz. Você só precisava de um empurrão, tuas asas estavam prontas, amiga.
Agora, sobre o texto, muito legal, mesmo. Senti a profundidade dos teus sentimentos. Como se ela mesma o proferisse assim.

Bravo!

mii