Quem sou eu

Minha foto
Nasci em 1980 e desde menina leio os poemas de minha mãe, Asor Vacholz (ela dizia que eles ganhavam vida com minha voz). Foi na adolescência(aos 15 anos) que descobri a grandeza de escrever o que eu sentia, pensava, sonhava e imaginava em forma de poesias. Escrevendo eu superei a minha conturbada adolescência, a minha solidão e meus momentos de tristezas. Parei de escrever aos 20 anos por falta de tempo, dividida entre faculdade,trabalho e casamento. Hoje já bacharelada em Administração e pós graduada em Controladoria parei de estudar e achei um tempinho para voltar a escrever. Conheci a poeta Milena Medeiros que me incentivou a publicar as poesias. Foi através dela que comecei a blogar. Agora estou aqui, fascinada, descobrindo este novo mundo que se descortina para mim. Sejam todos bem vindos, e se tiverem oportunidade visitem meu blog de artes http://livaarts.blogspot.com/

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

A mulher em mim







Teima em ser forte
Decidida, busca a sorte

Na vida, no amor
Foge da dor
A mulher em mim
Sabe ser bela
Mas também, fera
Impulsiva, insegura,
As vezes sabe o que quer
As vezes simplesmente mulher
Mulher que chora, que ri
Que ama e odeia
Que envolve em sua teia
O homem que precisa
O homem que deseja
A mulher em mim
Desabrocha e perfuma
Como a flor, madura

3 comentários:

Pedro Leite Júnior disse...

Muito bom, que intensidade nesse poema, a força da mulher, a sua coragem.

Vicente Prates disse...

Belo poema sobre o belo universo feminino. O teu universo. Universo é infinito, por isso galgo a cada dia buscar estrelas, para que um dia, conheça um pouco da lua cheia. Parabéns, Vania.

Vicente Prates disse...
Este comentário foi removido pelo autor.